sexta-feira, 9 de julho de 2010

Empresas dos EUA ajudam vítimas das enchentes em Pernambuco e Alagoas


Um grupo de 14 empresas norte-americanas, incentivadas pelo Grupo Parlamentar Brasil - Estados Unidos, presidido pelos deputados Maurício Rands (PT-PE) e Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), mobilizou ações para arrecadação de recursos e donativos para ajudar as populações de Pernambuco e de Alagoas, atingidas pelas enchentes.

As empresas, integrantes do Grupo Mais Unidos, doaram alimentos, água, e recursos financeiros. Além disso, organizaram campanhas de arrecadação de doações. No total, doaram mais de 30 toneladas de alimentos, 8 mil litros de água e 60 mil litros de leite, além de quase 10 mil litros de óleo e mais de mil cestas básicas. Em dinheiro, as doações chegaram a US$ 200 mil.

Abaixo as atividades e doações de cada empresa:

ADM - doação de 250 caixas de óleo (5 mil garrafas) para a Defesa Civil em Pernambuco e Alagoas.

Alcoa - fará doação de cerca de US$ 31 mil para a Defesa Civil de Pernambuco.

Cargill - doou de 240 caixas de óleo, sendo 120 caixas para a Polícia Militar de Pernambuco e 120 caixas para Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária de Alagoas.

Citi - organizou uma campanha interna para encorajar doações voluntárias de recursos financeiros de seus funcionários.

DOW - organizou uma campanha para encorajar doações financeiras de seus funcionários. A companhia irá providenciar o mesmo valor arrecadado na campanha.

Duke Energy - Fará doações financeiras para ONGs locais.

GE - organizou uma campanha para encorajar doações voluntárias de seus funcionários. Além disso, funcionários da companhia na Região Nordeste farão um mutirão solidário para ajudar as vítimas.

IBM - organizou uma campanha interna para encorajar doações voluntárias de recursos financeiros e não financeiros de seus funcionários.

Intel - organizou campanha interna para encorajar seus funcionários a fazer doações voluntárias, que serão entregues ao Corpo de Bombeiros de Alagoas.

Ketchum - organizou uma campanha para encorajar doações financeiras de seus funcionários. A companhia irá providenciar o mesmo valor arrecadado na campanha.

Kraft - doou US$ 65 mil para a INMED. Também doou 22 toneladas de alimentos para consumo imediato (chocolates e biscoitos), 8 mil litros de água, colchões e cestas básicas. Além disso, organizou campanha interna para encorajar doações voluntárias de alimentos, água e roupas em todos os escritórios e fábricas da Kraft Foods e da Cadbury Brasil.

Monsanto - doou US$ 25 mil para a CNA - Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária, que serão usados na compra de 60 mil litros de leite, a serem distribuídos em Alagoas. Além disso, também organizou campanha interna para encorajar os funcionários a fazer doações financeiras voluntárias. Para cada R$ 1 doado a Monsanto doará outro R$ 1, até o limite de R$ 30 mil. O montante arrecadado será dividido em partes iguais e entregue à Defesa Civil dos Estados de Alagoas e Pernambuco.

Visa - organizou campanha interna para encorajar seus funcionários a fazer doações voluntárias.

Walmart - doou 11 toneladas de alimentos, produtos de higiene e limpeza para Pernambuco. Doou mil cestas básicas para Alagoas. Além disso, organizou campanhas de arrecadação nas lojas de Perambuco e Alagoas.

USAID - doou US$ 100 mil para a ONG Cáritas, que será usado na compra de colchões, filtros de água e kits de higiene.

Mauricio faz pronunciamento sobre atendimento ás vítimas das chuvas


A situação das vítimas das enchentes na Mata sul de Pernambuco não foi esquecida pelo deputado federal Mauricio Rands (PT-PR). Em pronunciamento no Plenário da Câmara, nessa semana, o petista destacou a rede de solidariedade aos atingidos. Leia abaixo o discurso do parlamentar.

Agradeço à população brasileira, em nome do povo pernambucano, a grande solidariedade manifestada diante da catástrofe que ainda está fazendo sofrer dezenas de milhares de pernambucanos atingidos pelas enchentes, assim como dezenas de milhares de alagoanos.

Só em Pernambuco, há 52 mil desabrigados. São 4.500 quilômetros de estradas destruídas. Aqueles que moram nas cidades de Jaqueira , Palmares, Barreiros Barra de Guabiraba e Cortês estão numa luta heróica, reconstruindo o que foi devastado.

Registro a solidariedade da Câmara dos Deputados e a ação pronta e imediata do Poder Executivo. O Presidente Lula foi pessoalmente às cidades atingidas pelas enchentes.

Da mesma forma, ressalto que o Ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, esteve lá ontem e anunciou a antecipação de benefícios previdenciários e facilidade de acesso para quem perdeu os documentos. Também o Chefe de Gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho, lá esteve pessoalmente, bem como o Governador Eduardo Campos, que, inclusive, está retardando o início da sua campanha para que Pernambuco continue focado na solidariedade às vítimas das enchentes.

Houve igualmente pronta e imediata ação do Governo de Pernambuco: aos 300 milhões de reais liberados pelo Presidente Lula, foram somados 60 milhões de reais liberados pelo Governador Eduardo Campos — recursos próprios do Estado. Igual destaque merecem a solidariedade da sociedade civil pernambucana, que está arrecadando donativos e levando água para os desabrigados, e a solidariedade do mundo corporativo brasileiro.

Vimos em todos esses exemplos, do setor público e do setor privado, a solidariedade cidadã do povo brasileiro e a garra, a dignidade e a capacidade de reconstrução do povo de Pernambuco. É em nome desse povo que está sofrendo no meu Estado, que deixo o meu muito obrigado a todos os que tiveram solidariedade no momento mais difícil da vida de tantos pernambucanos e alagoanos.

Rands propõe alteração no prazo de descompatibilização


O deputado federal Maurício Rands apresentou essa semana na Câmara a PEC 500. A proposta altera os parágrafos 5º e 6º do artigo 14 da Constituição, estabelecendo o prazo de três meses antes da eleição para que prefeitos, governadores e o presidente da República renunciem aos mandatos para concorrerem a outro cargo. Atualmente o prazo de descompatibilização é de seis meses antes do pleito, tempo que o parlamentar considera exagerado, pois compromete 1/8 do mandato eletivo para o qual o político foi eleito pelo povo.

Na mesma matéria, Rands ainda propõe a inegibilidade, na jurisdição do titular, de cônjuge e parentes consanguíneos do presidente, de prefeitos e governadores até o segundo grau. A exceção é para os que já são detentores de mandato e candidatos à reeleição.
Blog Archive

Blog Archive

About Me

Minha foto
Assessoria de Comunicação
Recife, Pernambuco, Brazil
Maurício Rands, recifense, advogado e professor universitário, 50 anos, casado, dois filhos, eleito em 2010 para o terceiro mandato de deputado federal, pelo Partido dos Trabalhadores, representando Pernambuco. Está licenciado do cargo. Atualmente, assume a Secretaria do Governo na gestão do governador Eduardo Campos.
Visualizar meu perfil completo

Livro de Maurício Rands

Livro de Maurício Rands
Labour Relations and the New Unionism in Contemporary Brazil
Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget