terça-feira, 27 de março de 2012

Missão paquistanesa quer formar parcerias com Pernambuco

“O Brasil é a nova fronteira tecnológica a ser conquistada pelo povo paquistanês”. A afirmação do chefe da Missão Oficial do Paquistão em visita a Pernambuco, Kamal Majidulla, reflete as expectativas das autoridades, pesquisadores e empresários daquele país na construção de acordos bilaterais de cooperação técnica nos segmentos agropecuário e de infraestrutura hídrica. A comitiva, que até a próxima sexta-feira (30/03), conhecerá as principais experiências do Estado na produção de etanol, algodão e banco de germoplasma (sementes de plantas melhoradas geneticamente), foi recebida, hoje, pelo presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco, Júlio Zoé, no Recife.

Durante o encontro, os paquistaneses também demonstraram interesse na difusão de conhecimentos, sobretudo nos serviços de assistência técnica e extensão rural prestados aos agricultores de base familiar e no melhoramento genético animal. Kamal Majidulla disse que, embora o Paquistão seja vizinho de dois grandes países emergentes (China e Índia), ambos não têm o know how brasileiro, principalmente nas culturas da cana de açúcar e do algodão. “Temos pouco a aprender com eles e é, por isso, que estamos aqui em Pernambuco, um dos centros de excelência nas áreas que elencamos como prioritárias para o desenvolvimento da nossa agropecuária”, afirmou.

Após conhecerem a estrutura de funcionamento e as principais linhas de atuação do IPA, a delegação paquistanesa visitou o Palácio do Campo das Princesas, onde foi recepcionada pelos secretários de Agricultura e Reforma Agrária, Ranilson Ramos, e de Articulação Internacional do Governo do Estado, Maurício Rands. Durante o encontro, os paquistaneses demonstraram interesse na formação de parcerias comerciais e de transferência tecnológica com o Brasil, em especial, com Pernambuco.

Segundo Rands, a formação de parcerias internacionais é importante para o desenvolvimento das relações exteriores de Pernambuco, que tem no Complexo Industrial e Portuário de Suape, um portão de entrada e saída de mercadorias, incluindo produtos de grande valor agregado. Já o secretário Ranilson Ramos destacou os projetos prioritários do Governo do Estado nas áreas de extensão rural e infraestrutura hídrica, que atendem, por meio dos escritórios locais do IPA, todos os 184 municípios pernambucanos.

À tarde, a delegação paquistanesa esteve na Usina Cucau, em Rio Formoso, na Mata Sul. Lá eles conheceram os processos industriais utilizados na produção de etanol, um dos principais objetivos da vinda da missão a Pernambuco. Até sexta-feira, a comitiva visitará o Centro de Treinamento do IPA, em Carpina, além de experiências nas áreas de extensão rural e de pesquisa e desenvolvimento.

Foto: Tatiana Seabra/IPA
Blog Archive

Blog Archive

About Me

Minha foto
Assessoria de Comunicação
Recife, Pernambuco, Brazil
Maurício Rands, recifense, advogado e professor universitário, 50 anos, casado, dois filhos, eleito em 2010 para o terceiro mandato de deputado federal, pelo Partido dos Trabalhadores, representando Pernambuco. Está licenciado do cargo. Atualmente, assume a Secretaria do Governo na gestão do governador Eduardo Campos.
Visualizar meu perfil completo

Livro de Maurício Rands

Livro de Maurício Rands
Labour Relations and the New Unionism in Contemporary Brazil
Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget